22º CINEECO – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA AMBIENTAL DA SERRA DA ESTRELA

22/07/2016
De 8 a 15 de outubro, cerca de 100 filmes, de mais de 20 países, vão estar a concurso neste festival em Seia.

Todos os anos desde 1995, Seia recebe, em outubro, o CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela.
Este ano, o festival decorre de 8 a 15 de outubro e conta com cerca de 100 filmes em programação, 27 dos quais são realizados ou coproduzidos por portugueses. Já na sua 22ª edição, decorre sobre o signo "Nuclear, Não Obrigado!”, pretendendo alertar e sensibilizar pessoas, instituições e governos para os perigos que a exploração de energia nuclear traz ao planeta e à qualidade de vida dos cidadãos.

 

UM FESTIVAL, NOVE SECÇÕES

Dedicado exclusivamente à temática ambiental, no seu sentido mais abrangente, o festival conta com oito segmentos competitivos e uma secção de sessões especiais. Com mais de 600 documentários candidatos ao festival, oriundos de mais de 30 países, o festival selecionou 90 filmes para a sua 22ª edição.
O CineEco inclui uma seleção oficial filmes repartidos por várias secções competitivas como longas, médias e curtas-metragens internacionais, séries, documentários e reportagens de televisão, longas e curtas-metragens da lusofonia, panorama regional e sessões especiais.
Para além das sessões de cinema, o certame inclui um conjunto de atividades desenvolvidas ao longo dos 8 dias de festival, entre as quais se encontram conferências, concertos, workshops e exposições, que se conjugam com os vários ciclos de cinema.
Um dos objetivos do festival passa por cativar novos públicos, sensibilizando-os tanto para o cinema como para a temática da sustentabilidade ambiental. Como tal, o evento tem vindo a atrair milhares de crianças e jovens do concelho e região envolvente, bem como turistas que visitam a Serra da Estrela.




PORTUGAL EM COMPETIÇÃO

Portugal está representado 27 obras neste festival. Sejam integralmente nacionais ou resultado de co-produções com Portugal, encontram-se nomes portugueses em vários dos segmentos competitivos, nomeadamente:


COMPETIÇÃO INTERNACIONAL LONGAS METRAGENS

"Rio Corgo”, de Maya Kosa & Sérgio da Costa (Suíça/Portugal).


COMPETIÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS E REPORTAGENS PARA TELEVISÃO

"Central Nuclear de Almaraz: Uma Bomba Atómica na Margem do Tejo”, de Dina Soares, Joana Bourgard e Rodrigo Machado;

"Central Nuclear de Almaraz, Levanta Dúvidas Relativamente à Segurança”, de Hugo Alcântara;

"As Vozes de Chernobyl”, de Sofia Arêde;

"Tejo, O Rio Perdido” (Tagus, A Lost River), de Jorge Almeida;

"SOS na Ilha de Santa Maria” (SOS in Santa Maria Island), também de Jorge Almeida.


COMPETIÇÃO LUSOFONIA / LONGAS

"Contrabando”, de Paulo Vinhas;

"Um Sonho Soberano”, de Gonçalo Guerra;

"A Vossa Terra”, de João Mário Grilo.


COMPETIÇÃO LUSOFONIA / MÉDIAS

"O Ouro de Tresminas - Tecnologia Mineira Romana”, de Rui Pedro Lamy;

"Aquamazonida”, de João Leite (Portugal / Bélgica).


COMPETIÇÃO LUSOFONIA / CURTAS

"A Torre”, de Salomé Lamas, (Portugal, Alemanha, Moldávia);

"Não-Tempo”, de Francisco Duarte;

"Ascensão”, de Pedro Peralta;

"Ana Crónica”, de Luis Queiroga Ferraz;

"Pesca Por Um Mar Sem Lixo”, de Carlos Vaz;

"Petróleo no Algarve”, de Miguel Saraiva;

"A Última Praia”, de Fábio Gomes;

"Um Dia na Vida do Pastor Boaventura”, de Emanuel Silva.


COMPETIÇÃO LUSOFONIA _ PANORAMA REGIONAL

"Torre”, de Paulo César Fajardo;

"Pastor de Sonhos”, também de Paulo César Fajardo;

"Atopia”, de Luís Azevedo e Alexandre Marinho;

"O Rio - Parte 3”, de Luis Antero e Tiago Cerveira;

"A Última Lavoura Desta Terra”, de Andreia Carvalho;

"Bordaleira Serra da Estrela”, de Sérgio Caetano;

"O Último Moleiro da Serra da Estrela”, de Paulo Leitão e Tiago Cerveira;

"Cem Anos da Urgeiriça”, de James Ramsay Cameron, (Portugal/UK).





Para mais informações sobre o CineEco, visite o website oficial do festival e acompanhe o evento na página de Facebook.