7 OBRAS PORTUGUESAS PREMIADAS NO 25º CURTAS VILA DO CONDE

17/07/2017
FARPÕES BALDIOS, de Marta Mateus, venceu o Grande Prémio do festival.

A 25ª edição do Curtas Vila do Conde decorreu entre 8 e 16 de julho e foi marcada por uma forte presença de obras nacionais. Do festival, saíram premiados sete filmes portugueses nas diferentes secções, eleitos tanto pelo júri como pelo público.

Os vencedores foram anunciados ontem, dia 16 de julho, assinalando o encerramento do festival. O destaque foi para a realizadora Marta Mateus, que, com a sua primeira curta-metragem FARPÕES BALDIOS, recebeu o Grande Prémio do certame.

GRANDE PRÉMIO

FARPÕES BALDIOS, de Marta Mateus (Portugal)

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Melhor Animação – MY BURDEN, de Niki Lindroth von Bahr (Suécia)
Melhor Documentário – O PEIXE, de Jonatás de Andrade (Brasil)
Melhor Ficção – LES ÎLES, de Yann Gonzalez (França)
Prémio do Público – RETOUCH, de Kaveh Mazaheri (Irão)

COMPETIÇÃO NACIONAL

Melhor Filme – OÙ EN ÊTES-VOUS, JOÃO PEDRO RODRIGUES?, de João Pedro Rodrigues;
Melhor Realizador – OS HUMORES ARTIFICIAIS, de Gabriel Abrantes;
Prémio do Público – SURPRESA, de Paulo Patrício.

COMPETIÇÃO TAKE ONE!

Prémio IPDJ, Prémio Smiling, Prémio Agência da Curta Metragem e Prémio Restart – DE GENTE SE FEZ HISTÓRIA, de Inês Pinto Vila Cova
Melhor Realizador – DELPHINE APRISIONADA, de Ricardo Pinto Magalhães

COMPETIÇÃO EXPERIMENTAL

FROM SOURCE TO POEM, de Rosa Barba (Alemanha)

NOMEAÇÃO CURTAS AOS PRÉMIOS EUROPEUS DE CINEMA

LOS DESHEREDADOS, de Laura Ferrés (Espanha)

COMPETIÇÃO DE VÍDEOS MUSICAIS

OLD HABITS, dos Minta & the Brook Trout, realização de João Nicolau (Portugal)

PRÉMIO CURTINHAS

REVOLTING RHYMES PART ONEde Jakob Schuh e Jan Lachauer (Reino Unido)

Os filmes galardoados irão ser apresentados em diferentes cidades do país, através das extensões do festival que arrancam já hoje.

Saiba todos os detalhes do festival no website oficial e siga as novidades do certame na página de Facebook do Curtas Vila do Conde.