DOC’S KINGDOM DE VOLTA A ARCOS DE VALDEVEZ

05/09/2017
Até dia 8 de setembro, realiza-se o seminário internacional de cinema documental Doc’s Kingdom, em Arcos de Valdevez.

O tema desta edição é "emergir no conflito”, contando com programação da realizadora Filipa César e de Olivier Marboeuf, curador e produtor francês, e direção de Nuno Lisboa.

Fique a conhecer os artistas convidados:

Billy Woodberry, uma das principais figuras do movimento conhecido como L.A. Rebellion. 

Clara López Menéndez, diretora da plataforma experimental de filmes e vídeo queer Dirty Looks LA.

Jamika Ajalon, artista que recorre à palavra escrita e falada, ao som e fotografia, cinema, vídeo, texto e música. 

Graeme Thomson e Silvia Maglioni, cineastas que têm focado a sua produção na exploração do passado através de arquivo e em novas configurações de imagem, som, texto e política.

Inhabitants, canal online para vídeos exploratórios e documentais, iniciado por Mariana Silva e Pedro Neves Marques em 2015, em colaboração com Margarida Mendes como consultora.

James N. Kienitz Wilkins, artista e realizador residente em Brooklin. As suas obras já foram apresentadas em vários festivais de cinema por todo o mundo.

Louis Henderson, cineasta que aborda e questiona problemas atuais como o capitalismo racista.

The Otolith Group, fundado em 2002 por Anjalika Sagar e Kodwo Eshun, que têm explorado a imagem em movimento, o arquivo, o sónico e o aural no contexto do museu e da galeria. 

Regina Guimarães e Saguenail, que desenvolvem trabalho nas áreas da escrita, do cinema, da tradução e da canção.

Sana Na N'Hada, argumentista e realizador de cinema guineense e um dos pioneiros do cinema na Guiné Bissau.

Consulte toda a informação dos convidados e acompanhe as novidades do seminário na página de Facebook