SUL no CoPro Series da Berlinale

23/01/2018
A série portuguesa, de Edgar Medina e Guilherme Mendonça, realizada por Ivo M. Ferreira, integra a lista de oito séries dramáticas internacionais, selecionadas para serem apresentadas no mercado de coproduções da Berlinale.
SUL irá participar no CoPro Series, uma secção do Co-Production Market da Berlinale dedicada exclusivamente a projetos de séries dramáticas de grande qualidade e com elevado potencial artístico e de internacionalização, que procuram oportunidades de financiamento e de coprodução.

A apresentação da série portuguesa, bem como das restantes sete séries selecionadas, será feita perante uma audiência de cerca de 300 conceituados produtores internacionais, agentes de vendas, distribuidores, organismos de financiamento audiovisual  e operadores de televisão. A sessão está agendada para dia 21 de fevereiro, o terceiro dia do mercado de coproduções, reservado às séries televisivas.

SUL, uma produção da Arquipélago Filmes, é um policial negro, com dez episódios, que se desenrola em Lisboa durante a crise financeira. A série encontra-se em fase de produção, tendo estreia prevista na RTP1, em 2019.

A seleção de SUL para o mercado profissional da Berlinale junta-se, assim, às já anunciadas seleções de obras portuguesas para o Festival alemão: as longas-metragens DRVO – A ÁRVORE, de André Gil Mata; MARIPHASA, de Sandro Aguilar; e OUR MADNESS, de João Viana; e as curtas MADNESS, de João Viana; ONDE O VERÃO VAI (EPISÓDIOS DA JUVENTUDE), de David Pinheiro Vicente, e RUSSA, de João Salaviza e Ricardo Alves Jr.

De recordar ainda que Diogo Costa Amarante integra o júri da competição internacional de curtas-metragens desta 68.ª edição da Berlinale. O realizador português venceu o Urso de Ouro para melhor curta-metragem na Berlinale 2017, com CIDADE PEQUENA.

O Festival Internacional de Cinema de Berlim – Berlinale, realiza-se entre 15 e 25 de fevereiro de 2018.